Acreditamos que pessoas mudam o mundo. Receba nosso melhor conteúdo com exclusividade

Amor genuíno ou romântico? Amor genuíno com romance

Respiro

O amor genuíno não dialoga com o amor romântico. Mas sim, é possível cultivar amor genuíno com romance. Sabe diferenciar os dois? Vem conversar comigo sobre amor.

Relacionamentos em geral não são simples. Afinal, são o encontro de dois mundos e rompimento da fronteira entre um "eu ideal" e um "eu real".

Isso fica muito evidente em um relacionamento amoroso. Aquele em que além de afeto, há atração sexual entre os indivíduos. Neste tipo de relacionamento permitimos o outro nos enxergar de perto, bem de perto. Tão perto que nossos medos, falhas, defeitos e tudo aquilo que buscamos camuflar fica exposto.

"A lógica do indivíduo narcísico está na contracorrente de uma relação real com o outro, uma relação mais profunda, mais íntima com o outro", diz a psicanalista e professora Maria Lucia Homem. E parece que é isso mesmo. Um relacionamento amoroso genuíno não dialoga com o amor romântico, que tem a mania de criar um parceiro idealizado. O amor romântico busca alguém que nos faça feliz, que corresponda às nossas projeções. O que acreditamos que ele deveria ser.

Já o amor genuíno se expressa quando olhamos para o outro e, em vez de querer que ele nos traga felicidade, apenas desejamos profundamente que ele seja feliz. Como mencionei no início dessa conversa, relacionamento é encontro (ou desencontro ) de egos, e a maior expressão de amor que existe reside no ato de se importar com o outro. Reconhecer suas limitações e querer vê-lo bem e melhor - sem idealizações.

Onde existe amor genuíno é difícil cultivar o amor romântico, que idealiza o outro. Mas o romance é intrínseco ao amor genuíno, pois é sinônimo de cuidado, gentileza e de carinho.

Sempre é tempo para refletirmos sobre a qualidade do nosso relacionamento. O quanto enxergamos e somos enxergados pelo outro, e valorizar (se for o caso) quem nos vê da forma mais inteira e escolhe diariamente permanecer ao nosso lado.

Para entrar no clima, confira essa música que conversa direitinho com nosso papo de hoje. Como o ato de a gente se revelar para o outro.

Beijo :)
Aline